Saúde Maranhão

Governo realiza segunda edição do Projeto Proteger na Ilha Tauá-Mirim

Ação contou com atividades de prevenção de doenças e agravos relacionados ao trabalho, distribuição de kits com protetor solar, entre outros.

22/11/2021 às 12h35
Por: Redação Fonte: Secom Maranhão
Compartilhe:
Ação em saúde do Projeto Proteger (Foto: Divulgação)
Ação em saúde do Projeto Proteger (Foto: Divulgação)

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) levou a segunda edição do Projeto Proteger para a comunidade de Jacamim, situada na Ilha Tauá–Mirim, no bairro da Estiva, Cinturão Verde de São Luís. Na ação, atividades de prevenção de doenças e agravos relacionados ao trabalho, distribuição de kits com protetor solar, além de serviços em saúde. 

“É uma comunidade distante, tanto que o seu acesso só é possível por meio de canoa. Por isso, é significativo e satisfatório tornar possível que pessoas no mais distante dos locais sejam assistidas e que nós estamos levando serviços em saúde de modo geral”, disse a assessora especial da SES, Carmen Belfort.

A comunidade foi assistida, sábado (20), com serviços assistenciais e de saúde. O Projeto Proteger conta com o apoio de profissionais da Força Estadual de Saúde (Fesma) com atendimentos médicos e exames, representantes dos Departamentos de Saúde da Mulher, IST/AIDS, Saúde Mental, Saúde da Família, da Criança e do Adolescente, totalizando 45 profissionais. 

Dentre as especialidades oferecidas, aferição de pressão arterial, verificação de glicemia, consultas médicas, testes rápidos para IST/Aids, teste rápido para Covid-19, preventivo contra o câncer de colo no útero, avaliação de hanseníase, avaliação nutricional, encaminhamento para mamografia, além de rodas de conversa sobre saúde bucal e hanseníase. 

“Eu queria agradecer a todos pelo movimento realizado na comunidade. Não apenas eu, mas todos os moradores gostaram dos serviços prestados. Nós sempre estaremos disponíveis para receber iniciativas do tipo, pois elas sempre serão necessárias”, destacou o líder comunitário Teutônio Fernando Júnior.  

Ação em saúde do Projeto Proteger (Foto: Divulgação)

Ao todo, 538 atendimentos foram feitos pelo Projeto Proteger em Jacamim. A ação também oportunizou consulta preventiva contra câncer de colo no útero, de próstata e pênis. As pessoas beneficiadas pela assistência tiveram as consultas clínicas e médicas agendadas para esta semana no Hospital Dr. Genésio Rêgo, no bairro da Vila Palmeira. 

O Cinturão Verde, na zona rural de São Luís, é uma área de concentração produtiva de agricultura familiar e pesca. Na primeira edição, realizada em outubro deste ano, a comunidade Portinho, também situada na Ilha Tauá-Mirim, foi beneficiada com mais de 500 atendimentos. 

O Projeto Proteger é uma iniciativa da Secretaria de Estado da Saúde (SES) e considera a Diretriz I do Plano Anual de Saúde (PAS), que visa fortalecer o acesso da população às ações e serviços como direito fundamental ao atendimento das necessidades de saúde.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários