Direitos Humanos Maranhão

Governador Flávio Dino condecora personalidades maranhenses com medalha da Ordem dos Timbiras

A comenda é destinada aos que se destacaram pelos relevantes serviços prestados no bem-estar da população.

20/11/2021 às 11h35
Por: Redação Fonte: Secom Maranhão
Compartilhe:
Comendas retribuem os serviços prestados à população maranhense (Foto: Brunno Carvalho)
Comendas retribuem os serviços prestados à população maranhense (Foto: Brunno Carvalho)

Em solenidade, nesta sexta-feira (19), no Palácio dos Leões, o governador Flávio Dino entregou medalhas da Ordem dos Timbiras, no grau Comendador, a diversos homenageados. A comenda é destinada aos que se destacaram pelos relevantes serviços prestados no bem-estar da população.

Receberam medalhas a professora Maria de Lourdes Siqueira, que integra o Grupo de Mulheres Negras Mãe Andressa; o professor doutor Carlos Benedito Rodrigues da Silva; a mestra da cultura popular e fundadora do Terreiro Fé em Deus, no Sacavém, Elzita Vieira Martins Coelho; e a pedagoga, especialista em cultura afro-brasileira, e a ex-representante da Fundação Cultural Palmares, Ana Amélia Campos Mafra.

Em comemoração ao Dia da Consciência Negra e em cumprimento ao Estatuto da Igualdade Racial, lei estadual aprovada durante o atual governo, Flávio Dino, que é o Grão-mestre da Ordem dos Timbiras, entregou faixa e broche aos contemplados.

“Fizemos isso, hoje, dando cumprimento à uma lei estadual, que é o Estatuto da Igualdade Racial, aprovado no nosso governo, que prevê, uma vez por ano, essas homenagens. Nós fizemos hoje a homenagem ao Carlão, à Ana Amélia, à Mãe Euzita e à Lurdinha Siqueira, homenageando junto com eles, de modo simbólico, todos aqueles e aquelas que lutam pela educação, cultura, direitos, desenvolvimento, pela produção, dignidade, e que lutam contra o racismo todos os dias no Maranhão”, disse o governador.

Professor Carlão foi um dos homenageados (Foto: Brunno Carvalho)

O professor doutor, Carlos Benedito Rodrigues da Silva, mais conhecido como ‘Professor Carlão’, ressalta que a homenagem representa o acolhimento do Estado e o reconhecimento da sua trajetória.

“É uma honra, representa um reconhecimento, uma trajetória de trabalho, de lutas em defesa da democracia, em defesa da liberdade, contra o racismo que nos adoece. É muito importante e, acima de tudo, estar em um Estado que me acolheu e onde eu desenvolvi toda a minha trajetória profissional”, disse o professor.

A professora Maria de Lourdes Siqueira, também homenageada, afirma ser este um momento que reúne instâncias que a constituem como cidadã.

A solenidade contou com a presença dos movimentos sociais (Foto: Brunno Carvalho)

“É uma das maiores alegrias da minha vida. Eu estou reunindo as instâncias que, fundamentalmente, me constituem, que é o governo do meu Estado e a militância do movimento negro. Me constituem quanto a minha história, minha etnia, cultura, tradição e minha religião”, afirmou a professora.

A concessão da medalha Ordem dos Timbiras é regulamentada pelo Decreto nº 10.346, de 30 de janeiro de 1987. Na solenidade, estarão presentes secretários de Governo, autoridades políticas e demais convidados.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários