Direitos Humanos Maranhão

SEAP participa da inauguração da 1º APAC Feminina do Maranhão

Com a criação da APAC Feminina, 39 recuperandas serão acolhidas pela entidade, em cumprimento de pena no regime fechado e no semiaberto.

19/11/2021 às 16h45
Por: Redação Fonte: Secom Maranhão
Compartilhe:
Secretário Murilo Andrade ao lado da Irmã Cristina (à direita) e da gerente da FBAC, Rayanna Araújo (à esquerda)
Secretário Murilo Andrade ao lado da Irmã Cristina (à direita) e da gerente da FBAC, Rayanna Araújo (à esquerda)

O secretário de Administração Penitenciária (SEAP), Murilo Andrade, participou na última quinta-feira (18) da inauguração da primeira Associação de Proteção e Assistência aos Condenados (APAC) Feminina do estado, com instalação no município de Viana. 

Com a criação da APAC Feminina, 39 recuperandas serão acolhidas pela entidade, em cumprimento de pena no regime fechado e no semiaberto.

O secretário Murilo Andrade destacou o método apaquiano durante a inauguração. “É um marco para a sociedade a inauguração desta primeira APAC Feminina no Estado do Maranhão, método este criado pelo advogado Mário Ottoboni, que criou o método para a reintegração da pessoa privada de liberdade por meio da valorização do ser humano e sua recuperação”, acrescentou.

A cerimônia de abertura foi realizada na APAC Feminina, com a presença de autoridades, incluindo o secretário Murilo Andrade; a presidente da APAC Feminina, Irmã Maria Cristina Rodriguez; a vice-prefeita de Viana, Regina Machado; a gerente da Fraternidade Brasileira de Assistência aos Condenados do Maranhão (FBAC), Rayanna Araújo; a juíza da 1ª Vara de Execução Penal de Viana, Odete Maria Pessoa Mota Trovão; a promotora de justiça Izabelle de Carvalho Fernandes Saraiva; e o bispo diocesano de Viana, Dom Evaldo Carvalho dos Santos.

A primeira entidade a funcionar no estado foi a de Pedreiras, em março de 2005. Com mais de 12 anos de existência, ela tornou-se referência para as demais. As APACs oferecem um modelo alternativo às penitenciárias tradicionais. O estado já possui sete APACs masculinas nos municípios de São Luís, Bacabal, Viana, Imperatriz, Timon, Pedreiras, Itapecuru-Mirim, e Viana.

A APAC conta com uma metodologia própria, composta por 12 elementos que visam a recuperação da pessoa privada de liberdade para o retorno ao convívio social. Assim como nas demais unidades prisionais, são desenvolvidos, diariamente, oficinas laborterápicas como, por exemplo, carpintaria, confecção artesanato, pintura em tela, horta, dentre outras. Os recuperandos participam ainda de aulas de alfabetização, do Educação de Jovens e Adultos (EJA), Remição pela Leitura e estudo e qualificação pelos cursos profissionalizantes ofertados pelo Rumo Certo.

Trabalho na APAC Masculina de Viana

Durante a visita do secretário Murilo Andrade, ele ainda participou da inauguração da padaria que foi instalada na APAC Masculina de Viana. Uma oficina de trabalho que proporcionará a formação profissional e trabalho aos recuperandos na fabricação de pães, doces, salgados, bolos, dentre outros produtos.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários